PERDENDO FORÇA









Ao longo de várias décadas, o Movimento dos Países não alinhados tem ficado cada vez mais fraco e não tem representado o verdadeiro ideal criado pelos fundadores desse grupo de países que se recusavam a se alinhar com qualquer grande bloco de forças.
A ideia de lutar contra o colonialismo, imperialismo, neocolonialismo foi citada por Fidel Castro numa das conferências dos tempos áureos em que a Guerra Fria dividia o mundo em dois grandes blocos e até hoje representam dois terços dos países membros da Nações  Unidas além de neles viverem 55% da população mundial. Ainda assim, a maioria de seus países se caracterizam pelo perfil terceiro-mundista.
Apesar de tudo isso acima citado, a 17ª Cúpula dos Países Não-Alinhados na Venezuela conseguiu reunir apenas uma pouca quantidade de líderes mundiais e teve a presença maciça de vice-presidentes e vice-primeiros ministros.
Há quem considere que essa presença minoritária de chefes de estado nessa conferência de países não alinhados vem representar a derrocada de sua existência, quiçá o "funeral' de um movimento que já foi forte em seus primeiros tempos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PERIGO À ENTRADA DA EUROPA

YES, WE CAN???